Insônia - o primeiríssimo vlog do WORK OF ART?

Eu acordei na madrugada com os latidos dos cachorros - nossa, que novidade! Se você acompanha o blog, já sabe da minha batalha noturna. Em vez de me estressar e ser dominada por um sentimento de impotência e raiva, eu resolvi levantar da cama e criar esse vlog.

Meus dias: passagem só de ida para Itália + trabalho remoto + esse blog


Tua vida parece uma onda. Altos e baixos. Um dia é maravilhoso. O outro, um desastre - meu namorado me diz ao telefone. Sim, altos e baixos, e esses "baixos" são oriundos da falta de sono, resultado da falta de isolamento acústico em casas e apartamentos aqui no Brasil. Eu já comentei sobre isso em posts passados, descrevendo minha luta em corrigir o sono de forma natural.

Apagando fogo com terra / Lidando com a raiva


Comparar situações da vida com as estações, as fases da lua e os cinco elementos pode parecer um tanto idílico e abstrato, tão lindo e tão perfeito que apenas poderia existir no mundo das ideias de Platão. Nós, seres humanos, que existimos em um plano mundano, não temos muito tempo para fazer essas conexões e aplicá-las ao nosso cotidiano.

Nós temos pressa, não é mesmo?

corrigindo o sono de forma natural

Para algumas pessoas, os finais de semana são um sinônimo de faire la grasse matinée, uma expressão utilizada na França que significa "dormir até mais tarde". Para mim, os finais de semana foram feitos para acordar cedinho, preparar um café e aproveitar as manhãs sem me preocupar com a posição dos ponteiros do relógio. Neste exato momento em que escrevo são 5:55 da manhã. O cantarolar de variados pássaros se entrelaça em uma só canção, guiada pela contagem rítmica do galo.

Uma conversa sobre +50 com minhas tias

Era comemoração do aniversário de duas tias muito queridas para mim. Elas fazem aniversário no mesmo dia, mas não são gêmeas. Até onde minha memória consegue me levar, minhas tias sempre celebraram esse dia juntas, rodeadas por família, e rodeando uma mesa farta de comida e histórias do passado que já sabemos de cor.

Sobre os sinais que recebemos

Eu acredito em sinais. Eu acredito em sinais principalmente porque os sinto. Eles surgem como mensageiros, como uma confirmação, como a resposta para alguma pergunta. Não, eu não me sinto especial por isso. Tampouco acho que apenas os escolhidos sejam capazes de estabelecer essa comunicação com seus arredores.

Hora de dormir: hábitos noturnos, aconchego e melatonina

Eu sou um early bird. Se for traduzir ao pé da letra, isso significa passarinho cedo, ou seja, um passarinho das manhãs, uma pessoa que acorda cedo naturalmente. Talvez eu não seja tão early bird quanto minha amiga Natzha, que mora no Havaí e assiste ao nascer do sol frequentemente. Ela é o early bird mais early que eu conheço.

Encontrando motivação para me exercitar + vídeos para malhar em casa

Eu nunca achei que esse dia chegaria! O dia em que eu dissesse Eu adoro malhar! Há aproximadamente 30 dias, dei início a uma rotina de exercícios físicos diários, e isso é tempo suficiente para notar mudanças significativas. Não estou apenas falando sobre o lado estético, mas também sobre força e disposição. No post Oh healthy days! eu escrevi sobre como foram as duas primeiras semanas nessa nova fase e nesse novo eu. *batendo as cabelas*

Sem pressa: lar, limpeza, organização e carinho na cozinha

Eu deixei esse vestido branco de molho por um longo tempo na máquina de lavar, e depois deixei ele secando na porta do meu quarto, com a porta da varandinha aberta, permitindo que uma corrente de ar fresca como menta entrasse pela casa inteira. Eu estava fazendo isso com muita calma e me dei conta do quanto eu amo fazer coisas nesse ritmo. Não é sempre que dá, mas, quando dá, é como se eu estivesse fazendo as pazes comigo mesma.

Tastes like strawberries! Apaixonada por essa blusa!

Eu ainda acho que a Renner poderia que me patrocinar, pois eu só sei comprar lá. Fiquei apaixonada por essa blusa de moranguinhos por vários motivos. Ela é soltinha, leve e, portanto, confortável. Aqui no Brasil, estamos adentrando a Primavera. Em Porto Alegre, estamos finalmente começando a sentir as primeiras manifestações dessa estação, ainda com um vento geladinho que vai e vem.

Feijoada vegana, cookies e os narizes empinados do Moinhos de Vento



Gourmand (masculino) e gourmande (feminino), em Francês, são pessoas que amam e sentem prazer com comida. Talvez a tradução apropriada seria "comilão/comilona". Nesse Sábado que se passou, resolvi passear por Porto Alegre e conhecer algum restaurante novo, já que eu passo a semana inteira cozinhando em casa. Fazia muito tempo que eu não comia feijoada, e quando eu digo muito tempo, é porque não comi feijoada nos três anos que passei na França - a saudade bateu forte.

Meus dias em fotos - click, click!

Eu só começarei a trabalhar em Setembro, então tenho bastante tempo livre para fazer nada e tudo, experimentar, criar, conhecer e ter umas crises. Tem sido um momento bem tranquilo, sem grandes obrigações. Com clicks meigos, mostrarei agora um pouco do que tenho feito aqui em Porto Alegre.

Conhecendo cafés e restaurantes

Essa foto foi tirada no banheiro do Vê - Empório e Restaurante Vegano (@ve_vegano). Comidinha maravilhosa por um preço justo em um ambiente super charmosinho.

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo