Minha semana em fotos


Eu sempre precisei de um tempinho de introspecção ao acordar, nem que seja 30 minutinhos. Felizmente, tenho muito mais do que meia hora, já que eu trabalho das 3pm às 9pm. Acordo cedo, mas no ritmo do meu corpo, sem aquele toque irritante do despertador. Durante muitos anos, eu achei que meu dia somente pudesse começar com café, uma longa e larga caneca de café preto, e que se eu tivesse que fazer qualquer coisa antes disso, minha manhã estaria arruinada, bem como meu humor. Ah, mas eu estava equivocada. Faz alguns meses que comecei a mudar minha rotina matinal, e agora eu organizo a casa, faço yoga e rego as plantas antes mesmo de me sentar nesse cantinho com uma caneca de café.


Minha família de plantas está aumentando. Essa lindoca se chama Bidens Yellow, da família Asteraceae, prima do Girassol - consegue identificar algumas semelhanças?



Falando em amarelo, esse short é meu mais novo queridinho, agora que o verão finalmente resolveu mostrar sua cara aqui em Estocolmo.


Eu estava montando um fichário de inspirações com todo o capricho, até que uma caneca inteira de café caiu sobre o fichário, fazendo o drama da manhã. Fiquei impressionada com a minha reação: não chorei sobre o leite café derramado. Eu apenas desapeguei, comprei um caderno novo and went back to the drawing board (comecei tudo de novo).




Estou montando esse caderno por dois motivos: (1) é relaxante, um momento para desacelerar, ground myself, e (2) porque estou escrevendo um romance, então é uma forma de cozinhar ideias e ver o que surge dessa mistura. Tá vendo esse papagaio aqui embaixo? Ele se chama Poooliprint, uma impressora de bolso que não utiliza tinta. A impressão não é de alta qualidade, mas eu super recomendo para quem faz journaling, ou simplesmente precisa imprimir algo rapidinho.




Fui diagnosticada com Misofonia durante minha adolescência, um quadro de aversão a sons que é mais severo do que parece, e minha vida virou de cabeça pra baixo quando os primeiros sintomas começaram a se manifestar. Esses tampões de ouvido são meus fiéis aliados durante o dia e, principalmente, durante a noite.


Eu tento ter uma alimentação balanceada, e este tem sido meu almoço nos últimos dias: wrap com uma fatia de salmão, crème fraiche e salada.


Antes de me mudar para Suécia, eu achava que caviar fosse algo extremamente fino e caro, mas essa iguaria é super acessível por aqui. É claro que você pode encontrar uns potinhos de 125g por 350€, mas esses não são os que eu consumo - longe disso. O caviar da foto abaixo custa por volta de 5€, e se encontra facilmente em qualquer supermercado.


E esse é um pouquinho da minha semana. Espero que esse post traga alguma inspiração para os seus dias. Um abraço!

Comentários

  1. a beleza no dia a dia, bom demais. desacelerar para observar os detalhes ao nosso redor <3

    ResponderExcluir
  2. Que lindo o compartilhamento de conteúdos cotidianos assim, me deu uma paz no coração ler isso e ver as fotos <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii, Luiza Helena! Então, às vezes eu penso "quem é que vai querer ler sobre os meus dias?", mas pelo visto posts assim trazem algo de bom mesmo. Obrigada! Um abraço!

      Excluir
  3. eu acho que sempre falo isso, mas não tem como não comentar, os teus posts são tão acolhedores!
    to doida por uma dessas impressorinhas aí, mas aqui pro brasil ela ta saindo bem carinha e ainda tem que ficar comprando o papel dela... no final acho que vou acabar por investir numa impressora boazona mesmo que dá pra tudo hahaha

    ah! eu amo esse tipo de post falando mais do dia a dia, da vida pessoal e tals... vou aguardar ansiosamente pelo próximo

    tenha uma ótima semana!

    beijossss
    Carol Justo | Justo Eu?!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi oi, Carol! Sim, tu sempre comenta isso, mas eu amo! haha
      Eu acho tão importante a gente enxergar as belezinhas da nossa vida, isso sim é acolhedor!
      Olha, eu só imagino como deve ser caro no Brasil, assim como Instax mini e outros eletrônicos. Por aqui as coisas são mais acessíveis. Eu não acho que eu teria esse papagaio se eu estivesse morando no Brasil (e recebendo em Reais). E nesse caso, como tu disse, vale mais a pena investir numa impressora convencional, que dá para tudo!
      Beijão, Carol!

      Excluir
  4. aff, seus posts são tão leves e suaves (tentei variar um pouco de "maravilhoso" kkk). mas é perceptível o quanto você busca estar bem conectada com vc mesma.

    eu agora não quero um papagaio desses não, né? haha! além de fofo, acho que me seria muito útil. recentemente comecei um diário e diferente das outras vezes, fiz algumas colagens que já quero fazer sempre.

    ResponderExcluir
  5. Hahaha obrigada, Liz! Sério, gurias, vocês me dão tanto apoio para continuar escrevendo o blog. Eu sou tão grata pelos comentários de vocês!
    E sim, eu tento me conectar, mas sabe, Liz... minha vida nem sempre foi assim... eu tive uma adolescência muito difícil, por conta da Misofonia que eu mencionei no post. Era como se minha mente e minha alma no habitassem meu corpo. Foi tenso. Acho que é por isso que, hoje, eu busco e aprecio todas as formas de conexão haha. Amo!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Hello!

O poder da leitura

Interrompendo a fala do outro para falar de si mesmo?