#1 Minha vida em 2 malas: desapego

Vou lá embaixo pegar as outras malas - minha amiga estava me ajudando com a mudança de Paris para Versalhes.
Não tem mais nada lá embaixo - respondi.
Quê? - seus olhos arregalam - Só 02 malas?
Sim - meus ombros levantam.
Wow... - Raquel começa a pensar sobre sua própria mudança - Amanda, você é muito minimalista.

E sou mesmo.

Minhas amigas frequentemente me perguntam como eu consigo carregar minha vida em 02 malas, afirmando que elas jamais conseguiriam fazer o mesmo. É por isso que estou escrevendo esse post hoje. Quero compartilhar com vocês alguns questionamentos quanto a esse apego material e chacoalhar para longe essa ideia de que precisamos de muitas coisas para sobreviver.

Eu não poderia iniciar essa conversa simplesmente falando sobre o que eu carrego, pois carregar e se apegar é easy peasy lemon squeezy. Decidi, então, separar esse post em dois. Hoje, o assunto é desapego, e no próximo post falarei sobre o que eu carrego em 02 malas de fato.

O que é essencial?
Por conta do meu emprego e da minha paixão em passar temporadas em novos lugares, eu me mudo com uma frequência que me faz perder a conta. E esse estilo de vida é algo que deve ser levado em consideração, pois o essencial para mim não é o mesmo para uma mãe e seu bebê de 03 anos de idade. O essencial é subjetivo.

Sua vida agora-agorinha!
Como carregar uma vida em 02 malas? Eu tenho 28 anos. Contudo, eu não carrego 28 anos em 02 malas. Eu carrego o agora em 02 malas. E isso significa olhar ao redor e analisar o que se utiliza no momento. Dê uma olhada no seu quarto, na sala de estar, na cozinha, no banheiro e tente identificar o que você utiliza todos os dias. É aí que o filtro começa.

Clichê mesmo: desapegue
Minha amiga tem 20+ pares de sapatos. Eu sei - e ela também sabe - que ela não usa todos os 20+ pares. Ah, mas é que um dia eu vou usar - ela me diz com um tom de justificativa. Porém, é bem provável que ela não venha a usar, pois a moda está sempre mudando. Nós estamos sempre mudando, e isso é lindo!

Então, se você realmente não usa metade do que se encontra no seu armário, o que está te prendendo de desapegar? Essa é uma conversinha entre você e você mesmo. A conversa que eu e você vamos ter neste exato agora é: Como desapegar? Como dizer bye-bye para o velho, e receber o novo com um sorriso no rosto? Estou animada! Bora lá!

1. Separe suas roupas em 03 grupos: (1) uso toda a semana, (2) uso em eventos especiais + em determinadas estações e (3) não me lembro da última vez que usei.

2. Grupos 1 e 2 estão ok. Vamos analisar o grupo 3! A pergunta que devemos fazer aqui é Por que eu não uso isso? Vários podem ser os motivos, segue uma listinha com alguns deles:
  • Não serve. Está muito largo/apertado.
  • Está rasgado/quebrado/muito surrado.
  • Essa peça não é minha.
  • É desconfortável. Machuca.
  • Me deixa com cara de criança/adolescente.
  • Não passa a imagem da pessoa que sou hoje.
  • Ganhei de um amigo/parente, mas não tem nada a ver comigo.
  • Achei lindo na loja, então comprei, mas não combina com nada que tenho no armário.
  • Comprei pensando em emagrecer, mas não emagreci.
  • Eu mudo de estilo muito rápido. Gosto de acompanhar o que está em alta.

Problema identificado? Agora é hora de desapegar e redirecionar essas roupinhas que só ocupam espaço na sua vida. Doe essas roupas. Conserte-as. E caso elas não tenham conserto, use como pano de chão, ou para fazer artesanato. Se a blusinha não for sua, devolva-a para sua amiga!

Compra consciente
Se você compra em excesso e acaba não usando, então você não está fazendo uma compra inteligente. Leve em consideração o que já existe no seu armário, o conforto, suas medidas e o que favorece seu tipo de corpo. E não vá pensando que mulheres magras não passam por isso! Eu, por exemplo, reconheço de longe o tipo de roupa que não favorece meu corpitcho.

Se você, assim como eu, gosta de acompanhar o que está em alta e comprar uma peça nova aqui e ali, tente balancear peças básicas que nunca saem de moda com peças mais ousadas/diferentonas/tendência. Peças que nunca saem de moda são, por exemplo, calças jeans e blusas em cores neutras (branco, preto, cinza), bem como blusas com listras horizontais naquele ar francesinha, d'accord?

Se você der uma olhadinha na imagem acima, vai ver que meus sapatos são preto e branco. Eu recentemente comprei um All Star laranja telhado, e é o primeiro par colorido que adquiro em anos! Eu optei por cores básicas justamente porque estou sempre me mudando, e não posso ocupar todo o espaço das minhas malas com um arco-íris de sapatos.

O que parece sensato?
Acumular muitas roupas que não são utilizadas? Ou ter um número ok de peças que você ama e que te tragam bem-estar? Well... a resposta me parece meio óbvia.

No próximo post, essa conversa vai além! Falaremos sobre livros, objetos, documentos, maquiagem e sapatos. Estou partindo para Itália daqui 02 dias, então chegou aquele momento de preparar a mala! Vou tirar algumas fotinhos desse momento para o próximo post! Até :)
°°°
Posts que você vai adorar! 

10 comentários:

  1. Peraí que eu vou rapidinho jogar umas coisas fora e já volto. ;)

    Eu passo longe de ter coisas (roupas, mais especificamente) além da conta e vivo doando/jogando peças fora ~ o meu problema é que eu realmente de-tes-to comprar roupa. Preciso exercitar isso, de maneira consciente, claro.

    Mas duas malas é impressionante, uma salva de palmas para a sua clareza e comedimento. Achei perfeito isso que você falou sobre o que você precisa AGORA. Vou seriamente repensar algumas peças que andei guardando por pura culpa (bem aquela categoria que você mencionou "ganhei de um parente e não tem NADA a ver comigo).

    Beijo, beijo :*
    Não Me Mande Flores

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossaaaaa! Como assim tu detesta comprar roupas? Hahaha Por mais que eu seja "meio" minimalista, eu AMO comprar roupas. Então tenho que me controlar mesmo hahahaha

      Sim! Apenas duas malas! E eu nem loto elas! Espero que tu consiga fazer esse limpa. É tão bom!!

      Beijo, linda!

      Excluir
  2. Ai, eu que AMO fazer limpas me senti toda engatilhada com esse post pra fazer de novo, haha!

    Boa viagem Amanda <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, que bom que esse post te deu esse sentimento! Bora desapegaaaar! Haha beijo!

      Excluir
  3. Update pra dizer que acabei de usar o post pra arrumar o guarda roupa aqui. Animada pro próximo posto. Beijinhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahh Liz!! Que linda! Tu tirou um tempo para vir me dar esse update! Obrigada <3 Eu vou tentar escrever o próximo post agora essa semana. Eu acabei de chegar na Itália, e tenho que me adaptar a tudo isso hahaha

      Estou passando esses dias na casa de uma família italiana (a casa do meu chefe), e eu me sinto meio mal-educada quando passo muito tempo no mundo virtual, então vou tentar conciliar esses dois paralelos na medida do possível haha

      Um beijo!

      Excluir
  4. eu adorei esse post, eu me mudei há pouco tempo e foi ali que percebi o monte coisa que eu tenho, joguei muita coisa fora, doei outras mas ainda tenho coisa demais, to me desfazendo aos pouquinhos porque realmente, se a gente analisar nossas coisas a gente nem usa

    minha vida não caberia em 2 malas, só de papelaria da uma mala inteira '-'

    beijosss
    Carol Justo | Justo Eu?!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossaaaa! Tudo isso de papelaria? hahahaha ao mesmo tempo que isso parece mágico (porque eu também amo papelaria), também parece uma cilada! hahahah

      Não existe certo ou errado, Carol! Mas mesmo para quem tem a vida bem fixa em um lugar, com objetos e móveis comprados, uma limpa é seeeempre uma boa ideia haha

      Um abraço!

      Excluir
  5. Sou do time da Camila, detesto comprar roupas. Só compro quando realmente preciso. Meu guarda-roupas é bem editado e ainda assim tem umas coisas que eu raramente uso. Na minha última mudança, fiz um limpa enorme, doei muita coisa e aderi ao stopaholic. Prefiro gastar meu dinheiro com revelação de filmes.

    ResponderExcluir

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo