Apagando fogo com terra / Lidando com a raiva


Comparar situações da vida com as estações, as fases da lua e os cinco elementos pode parecer um tanto idílico e abstrato, tão lindo e tão perfeito que apenas poderia existir no mundo das ideias de Platão. Nós, seres humanos, que existimos em um plano mundano, não temos muito tempo para fazer essas conexões e aplicá-las ao nosso cotidiano.

Nós temos pressa, não é mesmo?

Já faz um tempo que eu venho desacelerando e questionando essa suposta correria que deveria fazer parte do meu dia-a-dia. Eu ando tendo mais tempo para fazer as coisas com calma, refletir, escrever e poetizar - um verdadeiro luxo.

Ontem pela manhã, eu estava preparando um chá de marcela e, enquanto servia a infusão em outra caneca com um coador, fui gentilmente acertada por um feixe de luz que carregava uma epifania, uma resposta para algo que vinha me incomodando há muito tempo - basicamente a vida inteira.

Já não é a primeira vez que isso acontece enquanto preparo chá. Existe magia nesse preparo, que não deixa de ser uma poção com ervas e devidas intenções.

Sempre que sou iluminada por momentos assim, eu mando um áudio explicativo para minha amiga Carol, e ela já sabe que não estou explicando coisa alguma para ela, mas para mim mesma. Talvez, tudo o que está por vir seja muito óbvio para ti, amiga, mas sabe quando estamos no meio do olho do furacão e não somos capazes de enxergar essas obviedades? Parece que eu finalmente saí do olho do furacão... - essas foram minhas primeiras palavras.

Carol sabe de alguns problemas que tenho com certas pessoas, e ela sabe o quanto estou tentando mudar minha forma de agir e reagir perto delas. Querendo ou não, não posso controlar o que o outro pensa e diz, mas posso, sim, controlar a mim mesma.

Eu posso até parecer meiga e cool vibes, mas eu tenho dificuldades em lidar com minha raiva. Esse fogo sobe, queima tudo ao redor, e eu me encontro isolada em um pedacinho de terra, tentando não queimar os pés em meu próprio mar de lava.

E como se apaga o fogo, Carol? - continuei com a resposta, pois eu estava elaborando um monólogo - Há várias formas de apagar o fogo, mas eu venho fazendo isso de forma errada! Eu fico toda emotiva e vulnerável. Eu choro! Eu choro, pois é assim que sinto alívio. Eu apago fogo com água! Com água! Eu tenho que apagar fogo com terra! Com terra!

Ar, Fogo, Água, Terra, Éter. Todos os cinco fazem parte da nossa constituição, e se quisermos viver de forma equilibrada, precisamos mantê-los equilibrados. Sempre que meu fogo começa a queimar, minha primeira reação é chorar, dramatizar, ficar triste, vulnerável e emotiva, e essas são facetas do elemento Água.

Está mais do que na hora de trazer Terra para minha vida. Em momentos de raiva, eu preciso me manter estável e impenetrável. Não deixar o fogo tomar conta. Não deixar que esses ataques e críticas me aflijam. Preciso manter os pés no chão e erguer as paredes do castelo, feitas de pedra forte e resistente. Preciso me proteger.

Algumas formas de equilibrar o elemento Terra (fortalecer o Chakra Raiz)

1. Passe tempo na natureza. Caminhe sobre a grama de pés descalços.
2. Coma alimentos que cresçam dentro/perto do solo, como batata doce e inglesa, aipim e abóbora.
3. Trabalhe posições de yoga que fortaleçam o Chakra Raiz/Muladhara (10 posições aqui).

Lembre-se constantemente de que não somos inteiramente responsáveis pela felicidade do outro. Tenha em mente que por mais que alguém nos ame e nos queira bem, essa pessoa não necessariamente nos faz bem. Reconheça seus limites. Respeite tais limites. Você é digno de amor.

Tenha um lindo dia :)
-
Posts que você vai amar!

2 comentários:

  1. Lidar com a própria raiva é realmente um baita desafio, me identifiquei bastante. No meu caso, eu meio que já aceitei, essa minha raiva é uma limitação que eu tenho e eu respeito e peço que os outros respeitem também, porque a minha raiva só causa prejuízo real quando os outros botam lenha na fogueira. Se eu puder me retirar e elaborar tudo isso em um local adequado, fica tudo bem. Mas eu nunca tinha pensado nisso de tentar apagar com terra. Faz sentido.

    Beijinhos
    https://mashalkhim.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii, Masha! Pois é, faz sentido, né? hahah Eu super entendo quando tu diz "e peço que os outros respeitem também". Fiquei, inclusive, pensando sobre isso desde ontem, porque por mais que os outros, às vezes, não tenham nada a ver com a nossa raiva, pode acontecer de eles estarem perto da gente nesses momentos de fúria. E tudo o que a gente precisa é descarregar. Então faz muito sentido esse "respeitar". Deixar o o outro explodir, porque É PRECISO!

      Excluir

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo