sonhei com rio, voo e trepadeiras


Eu acordei plena essa manhã, e não sei se é por causa das horas de sono bem dormidas ou o sonho que me trouxe muito significado - ou os dois. De vez em quando, eu sonho que estou voando ou planando, mas eu sempre faço um esforço enorme para manter meus pés longe do chão. Contudo, no sonho dessa noite, eu não fazia muito esforço, e eu estava até surpresa com minha facilidade em voar. Eu voava percorrendo o caminho de um rio. Às margens do rio, havia uma vegetação abundante, e sua folhagem formava praticamente um túnel, proporcionando sombras e clareiras. Muitas plantas, árvores verdes, raízes e principalmente trepadeiras. Eu não vi frutos, nem flores, mas muito verde escuro e verde folha. Eu planava bem pertinho da superfície da água, e estava realmente aproveitando o poder daquele voo ao ponto de perder controle da velocidade e inclinação, e acabar mergulhando por uns dois segundos, mas logo retomei o controle e voltei a voar sozinha, serena e em silêncio; percorrendo meu rio, meu caminho.

Eu acordei otimista, sabe? Esse sonho me trouxe algo de bom. Um certo tipo de confiança que sacudiu qualquer dúvida que eu ainda tinha em relação ao meu futuro. Desde criança, sempre enxerguei meus sonhos como algo valioso, mesmo antes de alguém me falar sobre a iconografia que eles transmitem. Sempre levei meus sonhos muito à serio, e de vez em quando recebo umas mensagens que me impressionam. Eu nunca tive medo das mensagens e das conversas que já tive, na verdade, acho fascinante a comunicação e as respostas que podemos obter nessa, digamos, dimensão.

Sonhos, para mim, são, e sempre serão, uma ferramenta de divinação, e é por isso que acordei com uma varetinha de faísca de bolo de aniversário dentro do meu peito. A vegetação ao meu redor me passou a sensação de abundância e prosperidade. A água é o elixir que dá vida a todo esse verde. Eu percorria as curvas de um rio. Eu estava seguindo o meu caminho, e era um caminho certo e agradável entre luz e sombra. Tinha muita paz naquele trajeto.

Alguém se juntou a mim, mas somente por um breve instante, e continuei percorrendo a maior parte do rio sozinha. Não senti solidão, apenas entendi que alguns caminhos devem ser percorridos desacompanhados, e é isso.

Dei uma breve pesquisada no papel daquelas trepadeiras, e eis o que encontrei: boa amizade, o êxito será logo antingido, prosperidade. Além disso, amei ter sonhado com raízes e voo, pois é exatamente o que eu quero para minha vida: criar raízes e voar ao mesmo tempo. Já não aceito aquele velho argumento de "você não pode ter os dois", pois eu posso o que eu quiser! Estamos em 2021, uma era digital e global que une raízes a voos, dependendo do estilo de vida que você quiser viver.

Por aqui, muita coisa mudando ao mesmo tempo, e confesso que eu estava um tanto confusa e insegura, mas agora... vejo tudo com mais clareza. Acordei confiando na pessoa que sou e no caminho que quero traçar.
:)
Posts que você vai amar:

2 comentários:

  1. Eu amo sonhos, amo sonhar. Mas tem alguns que me deixam intrigada tentando entender. Acredito que eles passam sim uma mensagem para nós ♡ Que lindo o seu sonho.

    www.blogresenhando.travel.blog

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim! E tem uns sonhos que a gente nunca vai entender hahaha um beijo!

      Excluir

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo