o perfil no tinder que eu nunca escrevi

Illustration: Izabela Kacprzak

Amanda, 28, Paris

Se você decidir deslizar para a direita, saiba que não quero partir meu coração novamente. Eu até poderia aguentar mais um, dois, três, uma bagagem inteira de corações partidos, mas eu simplesmente não quero mais, sabe? Ça suffit! Eu quero colocar minha energia em um relacionamento que comece como a primavera, devagar, ingênuo, doce e delicado, mas com uma força interna que atravessa camadas de gelo e persevera depois do ápice do inverno.

Eu amo o potencial purificante da natureza. Amo a forma como ela varre para longe o que há de mais perverso dentro de mim. Lavar o pé no rio, a cabeça, na chuva. Eu quero esfregar meu corpo com terra molhada e chamar isso de esfoliação. Eu quero muito largar tudo e ir morar em uma casa no interior. Quero acordar cedinho, quando as árvores, arbustos e contornos ainda são coloridos em tons de azul, ir para a cozinha em silêncio e colocar em prática o carinho que aprendi com minha mãe: preparar café para as pessoas que amo. Desde que eu nasci, e mesmo antes disso, minha mãe nunca falhou uma manhã se quer nessa rotina. Todas as noites que dormi na casa dos meus pais, acordei com o aroma de café pelos corredores, aroma esse que me conduz pelas mãos até a ampla cozinha com mesa posta. Não prometo manter essa constância, mas vou tentar manter esse hábito, pois é o amor mais puro que me foi ensinado.

Eu também adoro novidades e surpresas. Eu tenho uma capacidade assustadora de me enjoar fácil das coisas, e é por isso que tenho medo que você se enjoe de mim também. Eu posso ser muito volúvel, então você deve ter os pés fixos à terra, mas não tente me puxar para baixo. Seus pés serão o fundamento sólido para minha montanha-russa, então o requisito para esse possível relacionamento é gostar de montanhas-russas e o calafrio e o aperto no peito e a vontade de parar e descer e o alívio de estar de volta em terra estável e a vontade de querer subir alto e cada vez mais rápido novamente.

Outros requisitos:
Eu gosto de silêncio pela manhã.
Olhe nos meus olhos.
Jamais grite comigo.
Não me pressione para ter filhos.
Não coma de boca aberta.

Comentários