prometa


Querida,

Prometa que toda vez que você se sentir como um biscoito quebrado no fundo do pacote, esfarelado, que mais traz sujeira do que prazer em comer, você vai sacodir os farelos, lavar as mãos, o rosto e a franja, passar fio dental, escovar os dentes, pentear o cabelo, borrifar um perfuminho gostoso no pescoço e nos pulsos e aplicar rímel nesses cílios maravilhosos. Prometa que você vai colocar meias quentinhas, fazer um chá de camomila e cochichar para você mesma sua melhor qualidade, aquela qualidade que nasceu pelada com você, e que vai desenhar as mais belas rugas nesse seu rostinho amado.

Prometa que quando todas as dores e monstros baterem em sua porta ao mesmo tempo, quando as paredes do seu útero desmoronarem quente e lentamente perna abaixo, seus pés ensopados, quando a lua não mais sorrir, prometa que você vai lembrar que você não é fraca, dramática, vulnerável, intolerante e neurótica. Prometa abraçar essa chance cíclica que a sombra da lua vem te dar. Prometa mergulhar nessas águas o mais fundo que seu fôlego aguentar. Prometa procurar aquele baú com ouros e pérolas entre algas e conchas, piranhas e pedras.

Prometa descascar laranjas e kiwis. Prometa cozinhar brócolis e couve-de-bruxelas. Prometa de verdade que você vai deixá-los a sua espera na geladeira e na bancada da cozinha, pois você sempre chega em casa com fome, e antes de atacar o bolo de cenoura com cobertura de branquinho, prometa comer esses pedacinhos de vida que a terra te deu. Não faça isso porque você precisa emagrecer, mas porque você ama seu corpo. Mostre para seu corpo o quanto você o ama. Eu te amo. Eu te quero bem. Eu preciso de você. Você me permite estar aqui. Você merece se esbaldar nesse kiwi verdinho e riquinho.

Prometa guardar no bolso o que você tem de mais precioso. Uma crença. Um sonho. Uma vontade. Uma verdade. Uma paixão. Um plano. Um segredo que te faz levantar da cama todas as manhãs, aquele que faz Pinky perguntar O que vamos fazer hoje à noite, Cérebro? E Cérebro responde O que fazemos todas as noites, Pinky, tentar conquistar o mundo. Sinta seu plano mirabolante pulsando no bolso do casaco. Prometa guardar cada pulso para você e mais ninguém. E quando você estiver sozinha na cozinha, coloque-o rapidamente na panela, não deixe ninguém saber sobre esse ingrediente. Faça uma sopa e sinta o gosto na boca, em pequenas e gentis colheradas, daquilo que há de mais precioso em você.

Prometa cumprir.

Com carinho,

Departamento de Controle de Qualidade 

5 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Amanda, daqui a pouco minha aba de favoritos só vai ter posts seus, rs'. Como eu amo sua escrita, mulher! É tão leve e acolhedora <3

    P.s: Há propósito, seria ótimo ouvir algumas dicas suas sobre o assunto, fica a sugestão. Boa semana pra ti!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. Oii, Liz! Tudo bem?

      Obrigada!!! Eu amo ler teus comentários, sabia? Eu fico toda contente de verdade haha!

      Linda, eu não entendi sobre qual assunto tu queres que eu deixe dicas. Quero sabeeeeer!

      Beijo!

      Excluir

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo