Birmingham, day 5 - minha rotina como escritora

Hey, hey! How are you doing today? Sexta-feira passada peguei o voo para Birmingham (UK), e desde então meus dias têm sido uma mistura de excitação, assimilação de um turbilhão de informações novas e adaptação a essa nova rotina que vai durar por aproximadamente 01 mês, ou seja, eu não tive muito tempo e energia para gravar uns stories/escrever um post explicando sobre como tem sido essa experiência toda, buuuuut bateu uma saudade de blogar, então aqui estou com a corda toda!

Como já mencionei aqui no blog, eu vim para Birmingham para escrever conteúdo para uma guest house (mais detalhes aqui), e como já se passaram 05 dias desde que cheguei, está mais do que na hora de compartilhar com vocês minha rotina como escritora e o que estou achando da cidade. Então bora lá!

minha rotina como escritora e o conteúdo que escrevo
A guest house que me contratou, Holiday Home Apartments, lançou recentemente um website novinho em folha, e isso significa que a página Blog do site estava completamente zerada. E eu que venho blogando desde 2016 (em blogs antigos que já deletei) amei a ideia de criar conteúdo para eles. O host me pediu que eu escrevesse sobre Birmingham, a cidade onde a empresa se localiza, e justamente por se tratar de um blog tenho a liberdade de acrescentar aquela pitada de carinho e espontaneidade que torna todo e qualquer blog um cantinho especial.

Ok, muito bacaninha, mas para escrever sobre Birmingham é preciso conhecê-la primeiro, então passei os primeiros dois dias explorando alguns locais que me chamaram a atenção e me perdendo por aí - literalmente. Admito que isso é um sonho se realizando, sabe? O fato de ter que explorar uma cidade nova para então blogar sobre ela. É a primeira vez que isso está acontecendo, então quero dar o meu melhor, criar um portfólio bem interessante e repetir tudo isso em novos horizontes.


No meu terceiro dia aqui em Brum (um apelido carinhoso para Birmingham) eu já havia visitado o City Centre, the Bullring, the Brindleyplace e seus arredores. O host não havia exigido nenhum tópico em específico; ele apenas queria que eu "vendesse" a cidade e trouxesse leitores para seu site, então resolvi escrever sobre Brindleyplace, um complexo localizado à margem dos canais da cidade com restaurantes, pubs, cafés, atrações e muito mais! Se você quiser ler as 02 postagens que já criei para a Holiday Home Apartments, é só clicar nos links a seguir:


parecia fácil, mas foi um desafio
Eu blogo desde 2016, sou apaixonada por viajar, explorar e escrever, mas confesso que escrever sobre Brindleyplace foi um baita desafio porque (1) eu havia recém conhecido esse complexo e (2) porque tive que escrever em Inglês com um approach diferente do que uso no blog. Eu normalmente escrevo textos bem mais longos em bem menos tempo para meu próprio blog, mas os poucos parágrafos que escrevi para essa guest house me tomaram algumas boas horas e minha preciosa energia. No final das contas o host amou minha postagem e ficou bem contente  com o resultado, por outro lado, eu fiquei achando que poderia ter sido melhor. De toda forma, autocrítica é sempre bem-vinda, e isso vai me servir de combustível para os próximos posts que estão por vir!

o que estou achando de Birmingham
Eu ainda escreverei posts bem bacaninhas sobre locais que fui e que recomendo ir. Como completei apenas 05 dias por aqui, ainda não tenho uma opinião concreta quanto a Brum, mas até onde já visitei posso afirmar que Birmingham é um contraste arquitetônico de red bricks (tijolos vermelhos) e arquitetura moderna. Os red bricks, um legado da arquitetura da Revolução Industrial, são muito charmosos, e essa é uma das coisas que mais gosto por aqui. Sou o tipo de pessoa que dá muito valor à arquitetura e à beleza das ruas, sendo esse um fator determinante na escolha de uma cidade para morar. Ando sempre com a cabeça inclinada para cima observando o design de telhados, varandas e janelas, então os red bricks marcaram um ponto.

Contudo, eu ainda não consigo encontrar beleza em muitos prédios com estilo arquitetônico moderno. Sério... Eu fico embascabaca com a monstruosidade de alguns prédios por aqui, mas essa é somente minha opinião haha. Arquitetura à parte, Birmingham tem muito a oferecer, e recentemente descobri que a cidade possue maior extensão em canais do que Veneza! Aposto que você não esperava por essa haha. Outro ponto que faz eu me sentir super contentinha por aqui é o fato de Brum ser muito verde, muito arbórea, e dá gosto de caminhar em ruas assim.
:)
Muitos posts sobre Birmingham estão por vir, então aguarrrrrde. E se você também gosta de escrever conteúdo, ou quer tirar do papel aquele voluntariado que está adormecido, dê uma olhadinha no site da Worldpackers, uma rede que conecta hosts ao redor do mundo com pessoas que queiram voluntariar e se jogar nesse mundão! Um abraço apertado!



Comentários

  1. Primeiramente: que post bem estruturado, que delicadeza!
    Sempre quando vejo que algum brasileiro saiu daqui fico feliz e orgulhosa, não sei porque mas fico. Pelas fotos compartilhadas dá pra perceber o quanto este lugar mexe com a criatividade, este lugar daria ótimas cenas de filme romântico -sou apaixonada. Acho esses modelos de casas e prédios algo tão delicado e fofo, gosto muito desse visual. Estou ansiosa pelos próximos posts, achei super incrível o seu compartilhamento, que você seja muito realizada nessa nova jornada e que tudo dê muito certo!

    Kisu,
    Jaque de Lua 🎔

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Form for Contact Page (Do not remove)