não será melhor, nem pior, nem o mesmo, apenas único


Depois de alguns términos, eu me dei conta do quão únicos e especiais somos. De fato temos vários defeitos e manias irritantes, mas também temos características (note que não estou usando a palavra "qualidades", mas "características" mesmo) que jamais podem ser substituídas por outro alguém. Quando um ponto final é colocado na história dos meus relacionamentos sinto a respiração pesada e uma vontade de fazer nada além de assistir a essa neblina chamada nostalgia que brinca de vai-e-vem ao redor da minha cabeça enquanto o sol reina lá fora.

Umas imagens e sensações me lembram de que não encontrarei outra pessoa que faça aquela piada boba da tartaruga, muito menos aquela voz estranha naquele sotaque charmoso. Ninguém me fará sentir o toque na minha pele que só senti com esse alguém. E quando me dou conta de que não terei essa exata sensação novamente sofro e hesito em aceitar que acabou. Não encontrarei aquelas características em outro alguém, mas encontrarei outras que não estava esperando - e outros defeitos também.

Encontrarei características incomparáveis, pois dessa vez não será a mesma voz estranha naquele sotaque charmoso, mas talvez escutarei uma intonação cantante que me cative. Não será o mesmo toque, mas talvez serão mãos macias e cheias de carinho. Não será o mesmo olho, nem o mesmo olhar; será um outro olhar; não será melhor, nem pior, nem o mesmo, apenas único, singular, e me conquistará de alguma outra forma que não sou capaz de imaginar.

Jamais encontrarei o mesmo, talvez um pouco parecido, mas jamais substituirá o que essa neblina chamada nostalgia que brinca de vai-e-vem insiste em me relembrar. E é isso o que nos torna únicos e especiais. Não tenho a esperança de encontrar o mesmo, nem de sentir o mesmo. Não comparo. Estou aberta para conhecer todo um novo universo nesse outro alguém. Uma nova piada. Uma nova risada. Uma nova forma de amar.

Comentários

  1. Heey, Amanda.

    Você disse tudo, nunca encontramos de fato alguém igual, sempre tem uns detalhes mas nunca é 100%. Eu acredito que cada pessoa que passa ao nosso lado tem um significado e uma explicação, se ela não permaneceu talvez fosse apenas pra nós ensinar algumas coisas. Esquecer definitivamente a pessoa anterior é impossível porque sempre vai acontecer algo pra nos fazer lembrar.

    Um grande beijo ❤

    https://blogjaquedelua.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Todo mundo é diferente, e algo que meu último e único relacionamento me fez perceber é que, às vezes, mesmo quando nós temos consciência de que a outra pessoa é diferente e respeitamos isso, não conseguimos permanecer perto desse alguém. Não que o outro seja errado em ser como ele é, mas também não precisamos nos obrigar a ficar com ele quando não é confortável para nós.
    De toda forma, é real que dificilmente esquecemos pessoas que passaram por nossa vida e nos marcaram, seja de forma positiva ou negativa.

    ResponderExcluir
  3. É bem isso mesmo! Cada um é diferente do outro e carrega muitas histórias e caminhos diferentes para ser comparado ou idealizado com o que o outro viveu

    ResponderExcluir
  4. Términos realmente nos fazem descobrir mais sobre nós mesmos, e evidenciam a importância do amor próprio! Adorei o texto, e torço para que encontre novas formas de amar <3

    ResponderExcluir
  5. Infelizmente n temos como prever o futuro, o mundo é feito de experiencias, aprovadas ou reprovadas. Me arrisquei e me deixei amar, for melhor do que imaginei mas pode ser que amanhã não seja mais. É hora de deixar as coisas serem como são.

    ResponderExcluir
  6. Acho que uma pessoa que é muito diferente da gente, com uma grande certeza, não nos daremos tão bem com ela assim como pensarmos... ainda não sei se isso é bom ou ruim..

    ResponderExcluir
  7. O meu ultimo relacionammento foi tão desastroso justamente por sermos muito diferentes e estarmos machucados pelos relacionamentos anteriores.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Form for Contact Page (Do not remove)