greve em Paris, et ma vie en rose

Não acho apropriado rotular pessoas conforme sua nacionalidade, mas sabe aquele estereótipo do francês que reclamão? Bem, esse é um estereótipo que vou ter que concordar, inclusive os próprios franceses estão cientes disso e reconhecem esse hábito. E ô hábito que contagia, ein? Quem me conhece sabe que não sou a favor de reclamar sobre os imprevistos que a vida traz, e que evito ficar perto de pessoas que o fazem o tempo inteiro. Contudo, desde que me mudei para a França, fugir dessa nuvem taciturna tem sido um pouco complicado, e tenho que me cuidar diariamente para não me apropriar desse hábito, que faz um mal danado a nossa saúde mental.


Faz frio, chove demais, o cinza não nos dá trégua e, para completar, estamos passando por uma greve tinhosa dos transportes públicos, ou seja, parisienses se fartam agora de tanto motivo para reclamar hehe. Isso tem me incomodado um pouco ao ponto de eu sair mais cedo da soirée pois não aguento ouvir tantos problemas e descontentamentos.

Sim, a greve incomoda! Não sou um unicórnio cego que negligencia problemas, mas querendo ou não, enxergar o copo meio cheio pode trazer uma sensação maravilhosa no peito e tornar a rotina mais leve e agradável :) Tendo isso em mente, escrevi uma listinha com tudo de bom que a greve vem me proporcionando.


Minha profissão pede que eu me locomova todos os dias, o dia inteiro, pois faço atelier em Inglês com crianças em várias escolas e creches em Paris e em cidades metropolitanas, ou seja, passo praticamente o dia inteiro caminhando e também dentro do metrô/bus/tram/RER. Antes da greve, eu estava muito focada nos metrôs pela praticidade e rapidez, contudo eu não havia me dado conta de que no underground eu não via a cidade de Paris, somente rostos de pessoas dentro de um longo túnel. Também não havia me dado conta do quanto isso estava sendo estressante para mim, mas agora que os metrôs estão extremamente afetados, tive que traçar novas rotas a pé, assim como fazer uso de outros meios de transportes, e isso me trouxe um bem danado!


Pelo fato de traçar novas rotas, acabei descobrindo lugares lindos e, inclusive, um restaurante brasileiro com uma moqueca vegetariana delícia demais. E enquanto vou caminhando e explorando, fico atenta às ruas, cores e detalhes que vou encontrando.

Tive um despertar quanto à minha profissão, e estou começando a pensar que trabalho remoto é uma boa pedida, já que moro em uma cidade com constantes manifestações. Então, eis que surgem aqui na minha cabeça ideias para um futuro próximo :)

Estou trabalhando umas questões dentro de mim no que se refere à compaixão, paciência e respeito próprio. Foi no meio desse caos que realmente notei que as pessoas não estão cuidando umas das outras, e que a violência ainda está muito presente nas interações humanas. Obviamente esse não é silver lining da questão, mas as reflexões que surgiram através dessas observações.

Apesar do estresse, estou contentinha :)





Comentários

Form for Contact Page (Do not remove)